Recredenciamento

A Faculdade de Americana está recredenciada através do Ministério da Educação com o conceito 4, que varia entre 1 a 5, à oferecer aos alunos de Americana e região, um Ensino Superior de qualidade e responsabilidade social.

A avaliação é uma oportunidade para a Instituição melhorar os serviços já realizados com excelência e ainda oferecer mais estrutura para os alunos. "Ficamos honrados com a nota recebida, há 15 anos este é o nosso objetivo, oferecer ensino de qualidade e grandes profissionais para o mercado de trabalho", disse Florindo Corral, diretor geral da FAM.

“Parabéns a todos coordenadores, gerentes, corpo técnico-administrativo, docentes e alunos que participaram com muita seriedade deste momento importante para o crescimento da instituição”, disse Célia Jussani, diretora acadêmica da FAM.

Para Gustavo Azzolini, diretor administrativo FAM, este reconhecimento mostra o trabalho realizado na Instituição. "A cada dia estamos trabalhando mais e mais para conquistarmos os melhores resultados e assim oferecer a melhor estrutura para nossos alunos", disse.



Parceria com a Secretaria da Educação de Americana



Diversos projetos de responsabilidade social têm sido desenvolvidos pelo departamento NICOM, e dentre eles está sendo estabelecido com a Secretaria da Educação de Americana parceria para desenvolvimento de projetos e estágios de nossos alunos. A parceria contemplará os cursos de licenciatura e áreas da saúde. Em breve mais novidades.



GinFAM

A tarefa do desapego começou e as equipes devem estar atentas as datas. Cada equipe deverá arrecadar brinquedos que serão entregues em Instituições de crianças carentes ou comunidades carentes, no início do mês de dezembro, próximo ao Natal (Natal Solidário da FAM). A entrega será feita pelo NICOM, divulgada com antecedência para que todos possam participar.

As equipes deverão agendar duas datas para entrega dos brinquedos no NICOM (todos da equipe deverão entregar no mesmo dia e em horários determinados), para que o controle das doações e doadores seja mais assertiva.

Os brinquedos a serem doados serão: bonecas, carrinhos, bolas e jogos didáticos, em bom estado ou novos. Desapegue! Você já foi criança um dia. Faça uma criança sorrir!

A ação vale 4 horas de atividades complementares.



Oportunidade



Vagas são para ensino superior, médio e técnico de nível médio. Inscrições até 24/9

A Fundap comunica que estão abertas, de 11 a 24 de setembro, inscrições para o Processo Seletivo Unificado de Estágios. Estão previstas 6.246 vagas para estudantes que estejam matriculados e frequentando cursos de ensino superior, 1.255 para nível médio e 696 para técnico de nível médio, totalizando 8.197 oportunidades em órgãos e entidades da Administração Pública do Estado de São Paulo e Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF-3). Não poderá se inscrever o estudante com conclusão de curso prevista para dezembro de 2015. Confira o edital completo e todas as informações referentes à seleção em http://estagio.sp.gov.br.

A remuneração varia de R$ 300,00 a R$ 1.250,00 e os convocados poderão trabalhar em órgão como hospitais, delegacias, Secretarias de Estado e empresas estatais. As convocações acontecem durante a vigência do edital e dependem da efetiva liberação de vagas pelos órgãos e entidade concedentes por localidade e por nível de ensino, e de acordo com a classificação do estudante na prova.



FAM in Truck

A FAM realizou durante os dias 16,17,18 de setembro, a primeira edição do FAM in Truck. O evento foi realizado em conjunto com a Semana de Estudos Gerenciais e Tecnologia.

Com a gastronomia de vários cantos do mundo, os alunos puderam saborear diversos pratos e ainda curtir uma boa música com bandas da região, além das palestras que rolaram durante a semana.

Devido ao grande sucesso desta iniciativa, a FAM já estuda um novo evento ainda este ano.



Novos cursos

A FAM está com processo seletivo aberto para o Vestibular 2016. O candidato pode realizar a prova durante toda a semana de segunda a sábado no período noturno durante a semana e no período matutino aos sábados. A avaliação consiste em uma redação.

Neste ano, a Faculdade de Americana oferece novos cursos para quem deseja cursar área de exatas. Engenharias de Controle e Automação, Mecânica e Produção são as novas opções para os candidatos.

Mais informações e inscrições no site: www.vestibularfam.com.br



Cortella na FAM

A FAM realiza no dia 28 de novembro o tradicional Encontro com Educadores. Desta vez, a palestra será com o Mestre em Educação Mario Sergio Cortella, que abordará o tema: “A educação no século XXI e o perfil das educadoras e educadores”. O evento é gratuito. As vagas são limitadas e aberta para toda a comunidade.

Inscrições através do link: fam.br



Alunos de Direito visitam o TRT e conhecem rotina da corte


Aproximadamente 110 alunos de direito da Instituição Toledo de Ensino – Faculdade de Direito de Botucatu, das Faculdades Integradas Metropolitanas de Campinas (Metrocamp), da Faculdade de Ituverava "Dr. Francisco Maeda" (Fafram) e da Faculdade de Americana visitaram a sede do Tribunal Regional do Trabalho da 15ª Região, em Campinas, na tarde desta quarta-feira (16/9). Os alunos de Botucatu estavam acompanhados do professor Rafael Monteiro Teixeira, os da Metrocamp vieram com o professor Moysés André Bittar, e os da Fafram, com a professora Sofia Muniz Alves Gracioli. Já os estudantes de Americana estavam junto com os professores Waldomiro Rizzato e Claudia Stefano Sanches. O evento foi coordenado pela Escola Judicial do TRT.

"Nós trouxemos os alunos com o interesse primordial de unir a teoria dada em sala de aula com a prática que observamos aqui no TRT. Nosso objetivo é fazer com que eles tenham uma visão mais aberta, por meio de diversos pontos de vista e da interrelação entre as pessoas", disse a professora Sofia, que leciona metodologia e psicologia jurídica na Fafram.

Para a aluna Lorena Tomé, de Ituverava, a visita ao Tribunal é um momento esperado por todos os estudantes. "É uma chave que abre portas, uma injeção, realmente, de ânimo para nós, que sonhamos em estar aqui um dia", afirmou.

Após posarem para a foto oficial, em frente ao edifício-sede da Corte, os estudantes seguiram para o Plenário Ministro Coqueijo Costa, no 1º andar. No local, receberam material informativo e foram recebidos pelo diretor da Escola Judicial, desembargador Francisco Alberto da Motta Peixoto Giordani, que externou sua "grande satisfação" em receber os alunos e falou da atuação da Justiça do Trabalho.

Em seguida, o gestor regional na 15ª, no 2º grau de jurisdição, do Programa Trabalho Seguro, desembargador Edmundo Fraga Lopes, conversou com os estudantes sobre o programa, que é uma iniciativa do Tribunal Superior do Trabalho (TST) e do Conselho Superior da Justiça do Trabalho (CSJT). Logo depois, o grupo assistiu ao vídeo institucional da 15ª e, na sequência, acompanhou a sessão de julgamentos da 2ª Seção de Dissídios Individuais, presidida pelo desembargador Manuel Soares Ferreira Carradita, vice-corregedor regional.

Ao término da sessão, os alunos tiveram um intervalo para o café, oferecido pela Escola Judicial. Em seguida, foram recebidos no gabinete da Presidência pelo desembargador Lorival Ferreira dos Santos. O presidente da Corte falou sobre a rotina de trabalho no Regional e aconselhou os estudantes a estudar e persistir em seus sonhos.

Encerrando a visita, o grupo foi ao Centro de Memória, Arquivo e Cultura (Cmac) do TRT, na Sede Administrativa da Corte, onde foram recebidos pela secretária judiciária, Regina Célia Ramires Chiminazzo, e pelos servidores Marcos de Almeida Pierossi, Sandra Amador Costa Souza e Cristina Paula Pera, que explicaram a importância de preservar arquivos que revelam o passado do Regional.



Coordenadora do cursos de Pedagogia e Letras da FAM lança livro

“Peças didáticas de Bertolt Brecht e o processo de alfabetização” é o tema do resultado de muito trabalho e dedicação da coordenadora dos cursos de Pedagogia e Letras da FAM Natália Kneipp Ribeiro Gonçalves.

O trabalho teve como objetivo analisar as ideias e proposições das peças didáticas do poeta e dramaturgo alemão Bertolt Brecht (1898-1956), buscando possíveis relações entre tais textos, vistos em seus princípios didáticos, e as concepções que fundamentam o processo de alfabetização.

Para a autora, o estudo é justificado pelo fato de que essa temática contribui para a compreensão dos processos pedagógicos, possibilitando a discussão das práticas educacionais na escola. A pesquisadora procede a um amplo estudo histórico e documental das peças, fazendo um levantamento dos princípios didáticos que elas contêm. Compõe em seguida um panorama das concepções em alfabetização no Brasil, recorrendo a trabalhos científicos, órgãos censitários e um debate entre três professoras que alfabetizam.

Natália Kneipp Ribeiro Gonçalves é pedagoga formada pela Unesp e especializada em Educação Escolar e Ciências e Letras.

Em Americana, o lançamento do livro está previsto para novembro na Semana de Educação promovida pela Faculdade de Americana.



Histórias além do que os olhos veem

Simone Govo Contelli, aluna FAM, supera a deficiência visual e lança livro com 33 textos que expressam um olhar diferente para a vida Simone não é daquelas pessoas que desistem fácil. Portadora de deficiência visual - tem apenas 10% da visão -, ela alimentava desde 2007 um sonho: lançar um livro. Com 33 textos, crônicas e poesias guardados, a única coisa que barrava a concretização deste desejo antigo era o alto custo com impressão. Mas, isso é passado. No fim de 2014, a barreira foi quebrada. Com a ajuda do marido Alex Contelli, Simone pôde enfim segurar nas mãos o exemplar de "Além Do Que Os Olhos Podem Ver" (122 páginas).

A escritora conta que um dos primeiros passos para a publicação do livro foi o interesse de um empresário pela obra. "Ele veio falar com a gente, porque tinha alguns contatos de pessoas que poderiam patrocinar o livro e o Alex [marido] começou a ir atrás. Mas, ele não me contava nada sobre quantos patrocinadores a gente já tinha fechado ou se estava conseguindo algum", relembra.

A impressão da obra foi uma surpresa de Contelli para a esposa. No dia em que recebeu a ligação do lote pronto, a ideia era avisá-la na primeira noite de autógrafos, mas não deu certo. "Eu fui buscar cedinho, mas o pessoal precisava de alguns assinados por ela. A surpresa de revelar na hora não deu certo, porque ela tinha que autografar antes. Como havia deixado dois de amostra em casa, um deles no criado-mudo ao lado da nossa cama, fiquei mandando mensagem para a Simone checar que horas eram, já que tinha um relógio ao lado do livro que ela aperta para falar o horário, mas não se tocava. Acabei contando diretamente que o livro estava bem ao lado dela", recorda Alex, rindo.

Ao saber da novidade, a recepcionista não conteve a emoção. "Liguei chorando para ele. Foi muito bom sentir o cheiro de livro novo e consegui ver um pouco da capa que tinha escolhido, foi incrível", relata Simone Contelli.

Na obra, os textos trazem algumas reflexões sobre momentos da vida da autora. Entre elas, mensagens de amor, de amizade, de esperança, sonhos e até um texto sobre o luto, escrito quando Simone perdeu os avós. Cada época da minha vida que conseguia escrever está no livro. “Por isso acho que todas as pessoas, pelo menos em algum texto, vão se encontrar”, define. E ela completa: "Mas, a maioria fala sobre persistência, sobre a glória de lutar, algo que tive a vida toda. Nunca me conformei com a deficiência, sempre batalhei". Apaixonada. Estudante de Psicologia, Simone Gobo Contelli diz que sempre gostou de escrever. Desde pequena, pegava um caderno de brochura e mandava a ver em historinhas com gravuras, em romances e alguns contos. Além de ser apaixonada pela escrita, a jovem autora ama a vida. Mesmo com as dificuldades da deficiência visual, ela reforça a dádiva que é estar viva e nunca desistir dos sonhos. "Acho que isso vem um pouco da minha mãe, porque ela nunca desistiu. Fez questão de me colocar na escola com todo o mundo e isso me deu força para ir atrás das minhas coisas", reforça.

E como qualquer amante da escrita, a universitária já começou o processo do segundo livro. "Com toda essa emoção do primeiro, quero deixar esse segundo para o fim de 2015. Penso em escrever sobre a minha história, falar sobre superação, preconceito e sobre a deficiência visual. Tudo isso para ajudar outras pessoas que passam por situações parecidas e até com outras deficiências, para não desistirem da vida", conclui.

Fonte: Jornal O Liberal



Aluna da FAM lança livro na Bienal do Rio de Janeiro

Estudante do segundo ano de Letras viveu a ansiedade do lançamento do seu primeiro livro.

A tatuagem no braço esquerdo, com livros e muitas cores, demonstra a paixão pela literatura da estudante, Bruna Pizzol, do segundo ano do curso de Letras da Faculdade de Americana.

Amante das músicas do cantor Nando Reis e através da canção “Luz dos Olhos” do próprio cantor, a estudante se inspirou para o início da produção do seu primeiro livro.

Com o título, “Dona dos meus olhos”, a escritora fez o lançamento oficial do livro, no último dia 6 de setembro, na Bienal do Rio de Janeiro.

A estudante compartilha com o leitor um romance que tem início na rodoviária do Tietê na cidade de São Paulo. A história envolve um casal que passou por desilusões amorosas, mas o destino se encarregou de aproximá-los. E assim, os capítulos de uma paixão muito forte, que precisa superar as desilusões do novo casal, e segue em trezentos e cinquenta páginas.

“Eu quis passar uma mensagem mais positiva no final do livro, independente das suas experiências, você deve observar a situação de uma maneira que te faça bem e reflita sobre a situação que você está vivendo não observando apenas o lado ruim. Nem tudo é tão errado quanto parece”, disse a escritora.

Para a escritora, a história é um romance que está inserida no cotidiano das pessoas. “Não queria um conto de fadas, mas sim uma história que vai de encontro com a experiências do cotidiano das pessoas”, lembrou.

O apoio da família, amigos e professores da Faculdade de Americana foi importante para a conclusão do livro. “ Os meus amigos e professores como a Meire Terezinha e também a Genilce, tenho muito que agradecer pelo apoio!” comemorou a escritora.

Em Americana, o lançamento está previsto para novembro na Semana de Educação promovida pela Faculdade de Americana.“Será um grande prazer lançar o livro aqui também ainda, mais em uma semana do meu curso”, disse

Fique Ligado!

O departamento NICOM está pronto para esclarecer qualquer dúvida sobre a GinFAM e outros.

Acompanhe-nos nas Redes Sociais FAM: Instagram | Twitter | Linkedin | Facebook | Google+


Informativo da FAM | Faculdade de Americana • Periódico nº 09 | 2015

Comentários, dúvidas ou sugestões clique aqui.
JORNALISTA RESPONSÁVEL - Alex Ferreira - MTB 49026 - imprensa@fam.br
Copyright © 1999 - 2015 | Todos os direitos Reservados

Visualize o mapa de localização da FAM e saiba como chegar